Home
Chef de cozinha do Senac cearense lança livro em evento gastronômico em Rio Branco

Chef de cozinha do Senac cearense lança livro em evento gastronômico em Rio Branco

Imprimir
Conhecida como “a encantadora de paladares”, a chef de cozinha cearense Nilza Mendonça, a convite do Senac e com apoio do Governo do Estado do Acre, participou, entre os dias 29 a 31 de agosto, de atividades voltados na área gastronômica. Na ocasião, lançou o livro “Em Busca dos Sabores Perdidos”. A visita da chef teve como objetivo promover uma oficina e uma mesa redonda, com finalidade de explorar e expandir as grandes iguarias norte e nordeste que são muito ricas e similares.

Na oportunidade, a convidada conheceu a cadeia produtiva na parte de alimentos, como a de Peixes da Amazônia, onde também ministrou um curso na área. Nascida em Guaraciba do Norte, Nilza Mendonça possui um vasto currículo na culinária brasileira, principalmente a nordestina. Aos 12 anos, fez o primeiro doce, misturando frutas com açúcar e provando até chegar ao sabor que lhe agradasse. Muitos anos depois, continua investigando ingredientes e receitas, e descobrindo valor gastronômico em itens que, até então, não tinham em lugar algum.

“Estive à frente trabalhando durante 10 anos na unidade móvel do Senac do Ceará, no qual rodei quase todo o estado. Fiquei muito satisfeita com o resultado e agradeço essa troca de experiências que foi passada aqui durante a minha estadia. Gostei muito dos ingredientes que são utilizado na região norte, são muito ricos. Nessas viagens por onde passo, sempre aprendo um pouco de cada região, o que são produzidos e comercializados, assim comecei a desenvolver pratos diferenciados”, ressalta

Hildo Almeida, gerente do Centro de Educação Profissional, destaca a vinda da chef Nilza e da grande troca de experiências na gastronomia. “É a nossa primeira experiência neste tipo de evento, onde escolhemos um tema atual que remete a questão dos produtos e o chef, a importância da utilização de recursos locais e da região. A vinda da Nilza só veio a acrescentar, pois ela utiliza ingredientes da região nordeste que é muito similar com a nossa aqui do norte. Ela veio mostrar aqui para nós do Senac, com toda a sua experiência, a grande importância da culinária Brasileira, suas grandes misturas regionais e identidade que cada uma traz”, explica.

A capital acreana possui uma grande mistura cultural de povos brasileiros, principalmente indígenas e nordestinos, além de também ter influência boliviana. Essa mistura pode ser percebida na culinária com temperos e receitas típicas do Nordeste, mas também muito do sabor e ingredientes típicos da Região Norte, onde cria-se grandes pratos de diferentes tipos e sabores.

A culinária brasileira possibilita inúmeras oportunidades para aqueles que sempre buscam em inovar no ramo alimentício, onde reflete várias preferências, identificações e discriminações. A identidade culinária de cada região significa entrar em contato com a cultura e o modo de ser de cada povo. Por meio de seus costumes alimentares, onde por sua vez a sociedade é capaz de mostrar seus gostos, suas influências que recebeu de outros povos, sua religião, suas características econômicas é, até mesmo, as características geográficas de cada localidade.