Home
Deputada federal Perpétua Almeida declara apoio ao Sistema S

Deputada federal Perpétua Almeida declara apoio ao Sistema S

Imprimir

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB/AC) visitou na noite de sexta, 14, uma das unidades do Senac no Acre. Na oportunidade, diretores da instituição discutiram o eminente corte, proposto pelo Governo Federal, aos recursos destinados ao Sistema S, na qual demostraram dados que destacam a relevância dos trabalhos do Senac e do Sesc para o desenvolvimento do Estado.

Almeida demostrou apoio e disse saber a importância que o Sistema S tem para o Estado. “Podem contar comigo para fazer a defesa do Sistema S, sei a importância e a quantidade de pessoas, famílias e de jovens, especialmente no Brasil, que dependem. Não vejo o Acre sem o Sesc, Senac, Senai e Sesi. É preciso não só uma sensibilização da bancada mas também da sociedade”, enfatiza a deputada.

A diretora regional do Senac no Acre, Hirlete Meireles, se mostrou confiante com o apoio oferecido pela deputada e enfatizou o prejuízo para a instituição caso o corte aconteça. “São milhares de pessoas de baixa renda atendidas anualmente e formadas por essas instituições. E, caso os cortes aconteçam, unidades podem ser fechadas no Estado e colaboradores demitidos”, finalizou Meireles.

Como funciona o financiamento do Sistema S

O sistema é mantido mediante a contribuição compulsória das empresas, com alíquotas variadas. Em geral, as taxas variam de 0,2 a 2,5%, dependendo do tipo de negócio e do regime de tributação escolhido. A alíquota incide sobre a folha de pagamento e, por isso, empreendimentos maiores pagam mais. Esses recursos são recolhidos junto com os tributos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), passam pelo Ministério da Previdência e vão para as Confederações Nacionais que os repassam entidades que formam o Sistema. Além disso, o sistema S também tem outras fontes de recursos, como a cobrança de alguns cursos e serviços.