Home
Senac Acre realiza Encontro Pedagógico Virtual

Senac Acre realiza Encontro Pedagógico Virtual

Imprimir

O objetivo foi discutir os avanços e desafios do ensino a distância no contexto do Projeto Aulas Interativas on-line do Senac Acre

Pensando na melhoria contínua dos processos didáticos-pedagógicos e na partilha de boas práticas realizadas no Projeto Aulas Interativas, o Senac Acre realizou na tarde desta quinta, 4, Encontro Pedagógico Virtual que, de forma on-line, reuniu orientadores educacionais, pedagogos e gestores envolvidos no ensino a distância.

A suspensão das aulas como medida de conter o avanço do coronavírus levou o Senac Acre a se adaptar e encontrar formas de manter o processo de ensino e aprendizagem dos alunos neste momento de pandemia. Nesse sentido, com o Projeto Aulas Interativas, a instituição, desde abril, leva aulas interativas on-line através de tecnologias de ensino a aproximadamente 650 alunos de cursos de habilitação técnica.

O diretor de educação profissional do Senac Acre, Abrão Maia, agradeceu aos presentes por terem aceitado o desafio de continuar com o processo de ensino, mesmo que de forma virtual. Maia disse que imaginava que o processo não seria fácil e que se deparariam com desafios, mas com o andamento do Projeto, os envolvidos se viram motivados. “É um projeto em construção desde o início. Até agora não encontramos uma fórmula mágica para dar conta das demandas que surgem e das surpresas que aparecem, mas a união tem sido o fator principal para o sucesso”.

Hildo Almeida, gerente de desenvolvimento e tecnologia educacional do Senac Acre explicou que a instituição vinha participando de encontros com o Departamento Nacional do Senac acerca de utilização de ferramentas interativas na sala de aula, mas que as circunstâncias levaram a adaptar para o processo de educação por inteiro. “Naquele momento, imaginávamos como um reforço a ser utilizado nas aulas presenciais para tornar o processo de ensino-aprendizagem ainda mais significativo”.

Durante o momento de partilha das boas práticas docentes, os orientadores educacionais compartilharam suas experiências, vivências e resultados alcançados no que diz respeito à aprendizagem dos alunos; demostraram também as dificuldades financeiras, sociais e culturais encontradas pelos alunos neste processo e as soluções que acharam para superá-las.

“Nas minhas práticas, a primeira coisa que tenho tentado fazer é a aproximação, não só minha com os alunos, mas também dos alunos com os alunos, buscando fortalecer esses laços através de atividades que eles (os alunos) possam estar mais próximos e assim diminuir as distâncias, pois este é o princípio da EAD: pessoas em locais diversos, mas aproximados pela tecnologia”, explicou o orientador educacional Breno Carvalho a partilhar suas experiências no processo das aulas interativas.

Com o sucesso desta experiência e a adesão da maioria dos orientadores, o supervisor pedagógico do Senac Acre, Evandro Araújo, disse que a ideia é que estes encontros se tornem frequentes. “Os orientadores que apresentaram as suas boas práticas e trouxeram uma visão diferente neste processo, ajudaram os colegas com novas ideias”, explicou Araújo, que acrescentou que “foi muito positivo, inclusive recebemos feedback de orientadores que a partir deste encontro já iniciaram os ajustes no planejamento e no processo de mediação docente”, finalizou.