Home
Senac: Cada dia uma nova oportunidade

Senac: Cada dia uma nova oportunidade

Imprimir

Com o objetivo de atender às necessidades da população de renda mais baixa, o Programa Senac de Gratuidade (PSG), já mudou a vida de muitas pessoas desde 2009 com a disponibilização de vagas gratuitas em cursos de Formação Inicial e Continuada (com aprendizagem, capacitação e aperfeiçoamento) e de Educação Profissional Técnica de Nível Médio (qualificação e habilitação de técnicas). Tudo com custo zero aos beneficiados.

Um dos atendidos e com uma bela história a contar é o cozinheiro Francley de Oliveira Pereira, de 38 anos. O profissional encontrou seu caminho para o ingresso no mercado de trabalho por meio da Educação Profissional. Nascido em uma família de classe baixa, pai de três filhos e avô de um neto de apenas três anos, o ajudante de pedreiro se desdobrava para suprir as necessidades de sua família em uma obra de um shopping da cidade em meados de 2011, com salário que não ultrapassava o mínimo. Foi quando Francley decidiu mudar de vida e sair em busca de novos ares na tentativa de proporcionar a sua família condições melhores de vida.

O mais velho dos 16 irmãos, Francley não desistiu de sua decisão e buscou o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para conhecer o curso de auxiliar de cozinha, com intuito de se profissionalizar na área, algo que o fascinava. Sem condições financeiras suficientes para arcar com despesas de um curso profissionalizante, ele foi apresentado ao PSG pelo supervisor do eixo de Turismo, Hospitalidade e Lazer da instituição Hildo Almeida, que o acompanhou em visita e realizou sua inscrição.

Após processo de seleção do programa, Francley foi aprovado e conseguiu bolsa de estudo para cursar e se formar em auxiliar de cozinheiro. Antes mesmo de sua formatura, o futuro cozinheiro recebeu um convite que poucos têm o privilégio: trabalhar em um restaurante conceituado da cidade. “Naquele momento, percebi o quanto tinha sido correta minha decisão, foi naquele momento que percebi o quanto o conhecimento vale a pena”, afirma Francley.

Sem que fosse convidado pela segunda vez, de pronto aceitou o convite e começou sua trajetória na culinária, de modo que, por dois anos, trabalhou e aprimorou seu conhecimento na pratica. Em 2013, o curso que o projetou teve duração de três meses, o que não foi suficiente para que Francley se desse por satisfeito: ele tinha certeza que queria algo a mais e, novamente, realizou sua inscrição no programa em outro curso na mesma área. Francley se inscreveu no curso de cozinheiro, que consiste no conhecimento mais aprimorado de produção de empratados e combinações de sabores.

Poucos meses da formatura e sendo aluno destaque com habilidades desenvolvidas durante sua formação, o futuro cozinheiro recebeu outro convite, e desta vez o voo seria mais alto: assumir a subchefia da cozinha de um dos hotéis da rede “Best Western Plus”, o “Gran Lumni Hotel” que ainda se instala na capital Rio Branco. “Para mim, foi algo sensacional, me sinto nas nuvens e, claro, com uma responsabilidade imensa. Uma conquista que iniciou com uma decisão, a de mudar de vida. Sair da condição de ajudante de pedreiro e chegar a chef de cozinha só se conquista através do conhecimento, e o Senac me mostrou que o caminho é a profissionalização”, destaca Francley.

Hoje, o cozinheiro por formação aguarda a inauguração do hotel, mas já realiza trabalhos internos. “Eu quero agradecer ao Senac pela oportunidade que me deu, agradecer aos instrutores que dividiram todo o conhecimento comigo e, através desse conhecimento, é que eu pude me colocar no mercado de trabalho assumindo tal responsabilidade. O Senac mudou minha vida”, finaliza Francley.

O PSG é destinado a pessoas cuja renda familiar mensal por pessoa não ultrapasse dois salários mínimos – a referência é o salário mínimo federal. Os candidatos a essas vagas devem ser alunos que estejam cursando, ou já tenham concluído, a educação básica e trabalhadores empregados ou desempregados. É importante dizer que os que atenderem as duas condições – aluno e trabalhador – terão prioridade.

Fonte: Assessoria de Planejamento e Marketing
Texto e Fotografia: Sandro de Brito